Mercado de Capitais

O Banco Fibra atua na estruturação, coordenação e distribuição de operações financeiras estruturadas para atender as necessidades específicas de captação de recursos de seus clientes, através da emissão de valores mobiliários tais como Notas Promissórias, Certificados de Recebíveis Imobiliários, Certificados de Recebíveis do Agronegócio e Debêntures, entre outros, tanto em ofertas públicas, ofertas públicas com esforços restritos de distribuição bem como em ofertas privadas.

Certificado de Recebíveis Imobiliários (“CRI”)

São títulos de crédito de renda fixa para captação de recursos de médio e longo prazo, lastreados em créditos provenientes de recebíveis imobiliários. Os CRIs conferem direito de crédito ao investidor que os adquire, com remuneração sujeita ao risco do efetivo pagamento dos recebíveis imobiliários que lastreiam a emissão.

  • São emitidos somente por companhias Securitizadoras, que adquirem os recebíveis imobiliários do titular dos mesmos e os vinculam aos CRIs emitidos;
  • Contam com a proteção do patrimônio separado, não se confundindo com os demais créditos e passivos da Securitizadora;
  • Isenção de imposto de renda para pessoas físicas;
  • É uma alternativa de captação de recursos para empresas que possuem direitos creditórios imobiliários;

Certificado de Recebíveis do Agronegócio (“CRA”)

São títulos de crédito de renda fixa para captação de recursos de médio e longo prazo, lastreados em créditos do agronegócio, originados de negócios realizados entre produtores rurais, ou suas cooperativas, e terceiros. Os CRAs conferem direito de crédito ao investidor que os adquire, com remuneração sujeita ao risco do efetivo pagamento dos recebíveis do agronegócio que lastreiam a emissão.

  • São emitidos somente por companhias Securitizadoras, que adquirem os recebíveis do agronegócio do titular dos mesmos e os vinculam aos CRAs emitidos;
  • Contam com a proteção do patrimônio separado, não se confundindo com os demais créditos e passivos da Securitizadora;
  • É uma alternativa de captação de recursos para empresas que possuem esses direitos do agronegócio;
  • Isenção de imposto de renda para pessoas físicas; e

Debêntures

É um instrumento de renda fixa, emitido por S/As de capital aberto ou fechado, para captação de recursos de médio e longo prazo e conferem aos investidores o direito de crédito contra a companhia emissora.

Para que sejam distribuídas publicamente, as Debêntures somente podem ser emitidas por companhias de capital aberto com prévio registro e aviso de oferta junto à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

  • Flexibilidade na sua composição (prazos, garantias e condições de pagamentos);
  • Menor custo de captação;
  • Podem ser simples (valor acrescido de correção monetária e juros) ou conversíveis em ações (investidor recebe o valor devido ou converte o montante em ações da Emissora).

Nota Promissória (“NP”)

Também conhecida como Commercial Paper, é um título renda fixa de curto prazo, que pode ser emitido tanto por S/As como por Sociedades Limitadas e por Cooperativas que desenvolvem atividades do Agronegócio, e conferem aos investidores o direito de crédito contra a companhia emissora;

  • Possui a isenção de IOF quando distribuída publicamente, ainda que com esforços restritos;
  • Pode ser utilizada como um “empréstimo ponte”, nos casos em que há descasamento do fluxo de caixa da emissora; e
  • É uma opção mais rápida e ágil para captar recursos.